Criança com veículosJá se espera que todos estejam rodando com seus Seguros, carros revisados e proteções em dia. Especialmente no fim do ano, época em que tradicionalmente muitas famílias saem pelas estradas para reunirem e celebrar.

Preparamos algumas dicas para que tenhamos um trânsito mais humano, menos acidentes, inspirado em políticas de direção defensiva e cortesias que devem ser repassados.

Para motoristas de carros de passeio

  • Evite o excesso de bagagem e peso. Os carros pequenos tem espaço e limites bem definidos que, quando ultrapassados, podem representar grande perigo e falta da agilidade necessária para manobras simples como ultrapassagens.
  • Não cole na traseira do carro da frente. Engavetamentos são frequentes por esse motivo. Tenha paciência e aguarde o momento certo para ultrapassar.
  • Só ultrapasse uma carreta por vez e tenha certeza de que o espaço a frente dela esteja liberado ou seja suficiente para que você não precise executar uma frenagem
  • Evite manobras mais audaciosas e só as execute se for estritamente necessário. Um erro na estrada pode ser fatal. Tenha certeza absoluta de que não haverá consequências.

Para motoristas de Pick ups e SUVs

  • Seu veículo tem certamente muito mais potência que a maioria dos outros. Exatamente por isso existe no código de trânsito a obrigação do maior veículo cuidar do menor. Sinalize, ajude e, principalmente, respeite os limites de velocidade.
  • O centro gravitacional (o que faz os veículos mais ou menos estáveis) dessa modalidade são mais altos e, ao contrário do que se pensa, são os veículos com mais riscos de perda de controle em altas velocidades.
  • Tenha paciência e respeite a fila de carros à sua frente. Ela é como uma fila de banco. Atenção redobrada para não ser fechado pelos que estão a ponto de ultrapassar.
  • Cuidado com a falsa sensação de invulnerabilidade que o carro grande passa. Enxergar mais longe nem sempre implica em segurança. Respeite a sinalização e as possibilidades de imprevistos.

Para motoristas de ônibus

  • Um ônibus que se comporta na estrada como carro de passeio é agente de stress e temor. Lembre-se do tamanho do veículo e cuide da segurança dos outros ao seu redor, em primeiro lugar.
  • Fazer a máquina dar tudo de si para terminar a viagem mais cedo, andar sempre nos limites, pode não ser boa ideia. Não se sabe quando teremos um fator de perigo.
  • Lembre-se que você leva outras pessoas atrás de você e que tangenciar demais nas curvas pode causar desconforto nas pessoas.
  • Deixe os problemas pessoas nas paradas. Ao dirigir mantenha foco total em manter a calma e a constância para vencer as distâncias.

Para motoristas de caminhões

  • Organize-se com amigos e tenham bons canais de comunicação para sua segurança, além da possibilidade de mobilização para pressionar os órgãos do governo a devolver em melhorias e soluções constantes o montante de impostos que você paga.
  • Está no código de trânsito que os veículos maiores cuidam dos menores. Não pressione ultrapassagens, tenha paciência e aguarde locais seguros, evitando cruzar a faixa contínua.
  • Facilite a ultrapassagem. Sempre use a terceira pista a não ser que ela esteja danificada e ajude com as setas para informar aos veículos que pretendem ultrapassá-lo sobre carros vindo no sentido contrário.
  • Evite dirigir por mais de 10 horas. Seus reflexos estarão comprometidos e o stress pode atingir níveis que causam perturbação desnecessária. Descanse. Cada noite mal dormida precisa de 4 bem dormidas para recuperá-la.

Precisamos mudar

Se não houver engajamento de toda a sociedade, não teremos um trânsito mais humano, não conseguimos chegar a um consenso, nem ao menos nos organizar para pleitear e pressionar autoridades e órgãos para que tenhamos condições melhores.

Se envolva e faça a sua parte, rode seguro e conte com a Uniforte Seguros para proteger seu patrimônio!

Gostaria de fazer uma cotação